DOUTRINA E NOTÍCIAS DA IGREJA CATÓLICA

O SIGNIFICADO DOS SANTOS HOJE NUM MUNDO EM MUDANÇA

CONGREGAÇÃO PARA AS CAUSAS DOS SANTOS REFLEXÃO DO CARDEAL JOSÉ SARAIVA MARTINS O SIGNIFICADO DOS SANTOS HOJE  NUM MUNDO EM MUDANÇA   1. "Para fazer de um homem um santo, só é necessária a Graça. Quem duvida disto não sabe o que é um santo, nem o que é um homem", observava Pascal com o seu...

SOBRE O CONHECIMENTO DEMONIACO

Basicamente, diabos são anjos e têm as mesmas faculdades preternaturais que os anjos de Deus. Eles, assim, têm a chamada "inteligência angélica", sendo capazes de perceber, de *saber* diretamente, sem necessidade de sentidos (que não têm). Assim, um anjo ou um demônio *sabe* o que cada um é, em ato...

REFLEXÕES ACERCA DO PRIMADO DO PAPA E DE SUA INFABILIDADE

"Chegando ao território de Cesaréia de Filipe, Jesus perguntou a seus discípulos: 'No dizer do povo, quem é o Filho do homem?’ Responderam: ‘Uns dizem que é João Batista; outros, Elias; outros, Jeremias ou um dos profetas.’ Disse-lhes Jesus: 'E vós quem dizeis que eu sou?' Simão Pedro respondeu:...

AMAR O MUNDO APAIXONADAMENTE

Homilia do Fundador da Opus Dei  'Amar o mundo apaixonadamente' ('Questões Atuais do Cristianismo', São Paulo, Quadrante, 3ª ed., 1986; n. 113). No texto São Josemaria faz um resumo do espírito que difundiu a partir de 1928. (Homilia pronunciada no campus da Universidade de Navarra em 8 de...

SOBRE A INFALIBILIDADE DAS CANONIZAÇÕES

O objetivo deste pequeno estudo é esclarecer alguns questionamentos acerca das canonizações, dado que atualmente muitos têm questionado a validade de algumas canonizações, gerando dúvida e confusão entre os católicos.   I- O que é uma canonização?   Denomina-se de canonização o ato...

DOUTRINA DA IGREJA, VERDADE DE FÉ, INFABILIDADE PAPAL

Frei Boaventura Kloppenburg, O.F.M. Bispo emérito de Novo Hamburgo               Vale à pena insistir na diferença entre uma “verdade de fé” (“dogma”) e uma “doutrina da Igreja” (que não é necessariamente nem “dogma” nem imutável). Com...

ENTENDENDO AS INDULGÊNCIAS

"A doutrina e o uso das indulgências vigentes na Igreja Católica há vários séculos encontram sólido apoio na revelação divina, a qual vindo dos Apóstolos "se desenvolve na Igreja sob a assistência do Espírito Santo", enquanto "a Igreja, no decorrer dos séculos, tende continuamente para a plenitude...

A IGREJA É UMA DEMOCRACIA?

Algumas pessoas, às vezes até teólogos, muito enganados, querem fazer da Igreja Católica uma democracia como as demais. Um exemplo disso partiu de alguns católicos austríacos que publicaram em 1998 o Manifesto "Nós somos Igreja". O Manifesto pedia mudanças na disciplina da Igreja, a abolição do...

COMUNHÃO DOS SANTOS

A Igreja crê que a perfeição alcançada pelos fiéis não se extingue com a morte mas sobrevive à medida que os santos tomam seu lugar como novos membros da Igreja Triunfante nos céus. Como afirmam os documentos do Concílio Vaticano II:   "Pelo oculto e misericordioso mistério da vontade de...

A RELAÇÃO DE CRISTO E A IGREJA

"Depois de Maria, reflexo puro da luz de Cristo, são os apóstolos, com a sua palavra e o seu testemunho quem nos entrega a verdade de Cristo. No entanto, a sua missão não é uma missão isolada, mas que se coloca dentro de um mistério de comunhão, que abarca todo o Povo de Deus e se realiza por...
<< 1 | 2 | 3 | 4 >>

A IGREJA CATÓLICA E SUA DOUTRINA

 

 

 

 

Igreja Católica (o termo "católico", derivado da palavra grega: καθολικός (katholikos), significa "universal" ou "geral"), chamada também de Igreja Católica Romana  e Igreja Católica Apostólica Romana , é uma Igreja cristã com aproximadamente dois mil anos, colocada sob a autoridade suprema do Papa, Bispo de Roma e sucessor do apóstolo Pedro. Seu objetivo é a conversão ao ensinamento e à pessoa de Jesus Cristo em vista do Reino de Deus, e concede um papel importante nessa missão à pessoa da Santíssima Virgem Maria (a quem intitulou de "Mãe da Igreja"). Para este fim, a Igreja Católica administra os sacramentos e prega o Evangelho de Jesus Cristo. Atua em programas sociais e instituições em todo o mundo, incluindo escolas, universidades, hospitais e abrigos, bem como administra outras instituições de caridade, que ajudam famílias, pobres, idosos e doentes.

 

A Igreja Católica não pensa como uma Igreja entre outras mas como sendo "A Igreja" estabelecida por Deus para salvar todos os homens. Esta ideia é visível logo no seu nome: o termo "católico" significa universal em grego. Ela elaborou sua doutrina ao longo dos concílios a partir da Bíblia, comentados pelos Pais e pelos doutores da Igreja. Ela propõe uma vida espiritual e uma regra de vida aos seus fiéis inspirada no Evangelho e definidas de maneira precisa. Regida pelo Código de Direito Canónico, ela se compõe, além da sua muita bem conhecida hierarquia ascendente que vai do diácono ao Papa, de vários movimentos apostólicos, que comportam notadamente as ordens religiosas, os institutos seculares e uma ampla diversidade de organizações e movimentos de leigos.

 

Desde o dia 19 de Abril de 2005, a Igreja Católica é liderada pelo Papa Bento XVI. Nesse mesmo ano, ela contava aproximadamente com 1115 milhões de membros  (ou seja, mais de um sexto da população mundial e mais da metade de todos os cristãos, distribuídos principalmente na Europa e nas Américas mas também noutras regiões do mundo. Sua influência na História do pensamento bem como sobre a História da arte é considerável, notadamente na Europa.

 

A Igreja Católica, pretendendo respeitar a cultura e a tradição dos seus fiéis, é por isso actualmente constituída por 23 Igrejas autônomas sui juris, todas elas em comunhão completa e subordinadas ao Papa. Estas Igrejas, apesar de terem a mesma doutrina e fé, possuem uma tradição cultural, histórica, teológica e litúrgica diferentes e uma estrutura e organização territorial separadas. A Igreja Católica é muitas vezes confundida com a Igreja Católica Latina, uma das suas 23 Igrejas autónomas e a maior de todas elas.

 

Segundo o Catecismo de São Pio X, a doutrina católica "é a doutrina que Jesus Cristo Nosso Senhor nos ensinou, para nos mostrar o caminho da salvação" e da vida eterna . "As partes principais e mais necessárias da Doutrina [...] são quatro: o Credo, o Pai-Nosso, os Mandamentos e os Sacramentos" .

 

A Igreja Católica afirma que todas as coisas que ela acredita foram sendo gradualmente reveladas por Deus através dos tempos (desde o Antigo Testamento), atingindo a sua plenitude e perfeição em Jesus Cristo (que anunciou definitivamente o Evangelho à humanidade), que é considerado pelos católicos e outros cristãos como o Filho de Deus, o Messias e o Salvador do mundo e da humanidade .

 

Mas, a definição e compreensão da doutrina católica (que é baseada na Revelação divina) é progressiva, necessitando por isso do constante estudo e reflexão da Teologia, mas sempre fiel à Revelação e sempre orientada pelo Magistério da Igreja. A esta definição progressiva da doutrina dá-se o nome de desenvolvimento da doutrina. Esta Revelação imutável e definitiva é transmitida pela Igreja sob a forma de Tradição. A doutrina católica está expressa e resumida no Credo dos Apóstolos, no Credo Niceno-Constantinopolitano e também em variadíssimos documentos da Igreja, como por exemplo no Catecismo da Igreja Católica (CIC) e no seu Compêndio (CCIC).